15.04.2015
Postado por Lucas Teixeira

Vanessa concedeu uma entrevista por telefone ao site da revista americana InStyle, onde contou seus rituais antes das apresentações e o que mais gosta em “Gigi”, musical em que protagoniza na Broadway.

Confira a matéria completa e traduzida exclusivamente por nossa equipe abaixo:

Vanessa Hudgens conta seus rituais de todas as noites antes das apresentações

Uma dose de Paris chegou à Broadway na estreia oficial de Gigi no Teatro Neil Simon essa semana. A graduada da Disney, Vanessa Hudgens, estreia na Broadway no papel principal, interpretando uma parisiense à frente de seu tempo, na virada do século, nesse musical clássico e rico ganhador de Tony e Oscar, com a mesma equipe de criação de My Fair Lady. A veterana da Broadway e vencedora do Tony Victoria Clark interpreta sua Mamita e o promissor Corey Cott interpreta o amigo rico e charmoso de Gigi que acaba se tornando algo mais. É claro, você vai ouvir as músicas que fizeram a fama, incluindo “Thank Heaven for Little Girls”, “The Night They Invented Champagne” (eles usam Veuve Clicquot, um champanhe francês) e “I Remember It Well”.

Antes de assistir com nossos próprios olhos, encontramos com Hudgens pra descobrir como sua primeira experiência na Broadway está indo até agora – e está fantástico, como parece. “Eu sinto que Gigi é uma grande parte de quem eu sou”, ela nos contou por telefone. “Acho que no fim das contas o que mais me faz ser a personagem é ser eu mesma. Muitos amigos meus que vieram assistir falaram ‘Esse papel é perfeito pra você, só você. Essa personagem é você’ Isso porque eu sinto que o espírito de Gigi tem o mesmo espírito que a Vanessa: uma juventude vivida sem medo de ser quem você é.”

Sobre rituais antes das performances:
“Eu faço meus aquecimentos [de voz] e então ligo uma música e me maquio e danço um pouco pra me dar energia. Eu me visto e vou! Sobre a música, por um tempo eu ouvia essa banda chamada The Hot Sardines. É uma grande banda, com um sentimento de pré-guerra, e algumas musicas em francês que pareceu muito apropriado. Às vezes eu ouço Billie Holiday. Às vezes ouço Kasabian porque me dá energia, e às vezes ouço musicas francesas. Realmente depende muito de como estou no dia. Algo com que eu me sinta presente.”

Música favorita da peça:
“Eu amo cantar ‘I Never Want to Go Home Again’ porque é um número tão divertido onde eu faço um pouco de ballet e corro pelo palco. É um exercício pra dizer o mínimo, mas é uma música com muito espírito livre.”

Sobre ter uma plateia ao vivo noite após noite:
“É tão incrível estar num teatro da Broadway me apresentando pra uma plateia da Broadway. Eles são tão envolvidos, é apenas um grande desafio ter a energia deles pra te incentivar.”

Sobre seu figurino lindo, feito pela estilista Catherine Zuber:
“Todos os figurinos são estonteantes. Meu favorito é um vestido longo lilás e rosa choque que tem paetês, pescoço alto e pulso justo. Tem um pouco de brilho e um laço, é tão elegante e ao mesmo tempo sutilmente moderno. E tem um vestido branco que tem cristais Swarovski. O tecido branco veio da Itália, do mesmo lugar que Oscar de La Renta começou sua fábrica. Eu me apaixonei no momento em que vi. É tão lindo.”

Sobre conhecer a si mesma durante esse processo:
“Mesmo que eu sempre tenha me visto como uma pessoa destemida, ousada, eu aprendi que todos nós temos expectativas, e as vezes você tem que deixar pra lá essas expectativas pra aproveitar o momento que está em sua frente. Você pode planejar algumas coisas e querer que as coisas sejam de certo modo, mas se elas não forem desse modo você só tem que deixar pra lá e não ficar preso nisso, porque você sempre quer dar o seu melhor.”

Sobre trabalhar na pressão de teatro ao vivo:
“Pode ser pesado e estressante porque algo pode mudar no último minuto e você quer que tudo dê certo porque deu duro pra isso, e algo escapa. Seria fácil ficar chateado com você mesmo, mas isso é prejudicial a você, eu acho. Eu acho que tenho relembrado muito em deixar essas coisas pra lá.”

O que ela espera que você leve do espetáculo:
“Eu amo a mensagem de que você faz suas próprias decisões na vida. Eu espero que as pessoas entendam que você não pode deixar os outros te dizerem como viver a sua vida. Se você tem um plano visualizado pra você mesmo, busque isso. Não importa o que as pessoas vão falar ou querer de você, você é o único que vive sua vida, então você tem que fazer valer. Lembre-se de fazer você feliz.”

Clique aqui para conferir a matéria original.

Tradução exclusiva do Vanessa Hudgens Brasil, se copiar não esqueça dos créditos!

Pesquisar

Assista Vanessa Hudgens
Vanessa Hudgens Brasil Todos os direitos reservados