20.07.2013
Postado por Rachel Rosemberg

O blog Beyond Infinity Film postou uma nova crítica à The Frozen Ground, dando 3 de 5 estrelas ao filme. Leia a crítica, traduzida pela nossa equipe, abaixo:

Baseado em eventos reais e chocantes, o thriller americano, The Frozen Ground, segue a caça da polícia à Robert Hansen (John Cusack), um homem responsável pelo estupro e assassinato de várias jovens em uma cidade pequena no Alaska. Comandada pelo sargento Jack Halcombe (Nicolas Cage), a investigação ganha muita força depois que a vítima, Cindy Paulson (Vanessa Hudgens), dá seu testemunho – mas o tempo está correndo enquanto Hansen sai para achá-la e terminar o que ele começou com a garota que pode provar sua culpa…

A coisa mais marcante sobre o filme de Scott Walker são as palavras que vão aparecendo e desaparecendo da tela no início do filme: ‘baseado em eventos reais’. Fixado em inacreditáveis fatos apresentados na conclusão do filme e o tributo às vítimas no início e fim dos créditos, um grande peso é dado ao filme com o fato de que a psicótica e desumana mente de Robert Hansen é, na verdade, muito real e que estes acontecimentos inimagináveis ocorreram. Fatos que são combinados com o nervoso e perturbadoramente brilhante desempenho dado por Cusack no papel. Essa é uma fórmula forte para a essência dos pesadelos!

Essa é, contudo, mais ou menos a linha que o filme traça e, infelizmente, não passa de um thriller policial mediano.
The Frozen Ground pode ser um filme de grandes atuações – com a interpretação “pé no chão” de Cage, fornecendo um desempenho satisfatório e, surpreendentemente, de não se gerar “memes”; e Hudgens, se desprendendo da aparência de High School Musical como a garota fortemente traumatizada (a única exceção é o pequeno papel desempenhado por 50 Cent, um homem aparentemente incapaz de transmitir qualquer tipo de emoção) = mas, mesmo estes não são suficientes para encobrir o fato de que o filme é pouco mais do que qualquer coisa que você pode ver num crime americano mostrado em CSI ou Criminal Minds. Isso não significa algo totalmente ruim, mas previne o filme de se tornar algo mais que completamente genérico e mediano ao máximo. O que também não ajuda é que, em um tempo de execução de uma hora e 45 minutos, o filme se arrasta por várias vezes e, por isso, eu senti minha atenção crescer pouco. Como resultado do que se sente em um episódio de programa de TV, não posso evitar de sentir que um tempo de exibição reduzido e um enredo mais simples, que não se deixa perder em detalhes – como acontece em The Frozen Ground -, poderia ter beneficiado mais o filme.

The Frozen Ground é, de maneira alguma, um filme ruim, mas sua incapacidade de se tornar algo diferente ou muito cinematográfico faz você sentir como se já tivesse visto isso antes. É o elenco principal, principalmente as performances de Cusack e Hudgens, ajudam The Frozen Ground a se tornar mais interessante e ajudam a apresentar uma história que merece muito ser contada; ainda, especialmente, no meio da teporada de verão de grandes lançamentos cinematográficos, pode ser bom poupar algum dinheiro e esperar por este filme na TV e em DVD em primeiro lugar.

Curtiram a crítica? Pode não ter sido ao todo positiva, mas devemos destacar que elogia o desempenho de Vanessa no filme!

Continuem ligados no Hudgens Brasil para mais notícias sobre a vida e carreira da nossa borboleta favorita.

Tradução feita pela equipe do Hudgens Brasil. Não esqueça dos créditos!

This post discussion is closed.

Pesquisar

Assista Vanessa Hudgens
Vanessa Hudgens Brasil Todos os direitos reservados