Vanessa Hudgens é capa da edição de Dezembro da Women’s Health

   13 novembro, 2018       Lucas Teixeira      Destaques  

Vanessa Hudgens estampa a capa da edição de Dezembro da revista norte-americana Women’s Health, onde contou segredos para levar uma vida saudável em geral, o que inclui fisicamente, mentalmente, no amor…

Para a capa e recheio, a atriz colocou a barriga sarada pra jogo em uma sessão fotográfica com o fotógrafo Dennis Leupold, em uma praia de Malibu. A beleza ficou por conta do seu já conhecido glam squad: o cabeleireiro Chad Wood e o maquiador Allan Avendaño. Confira:

FOTOS – Outtakes por Dennis Leupold

FOTOS – Scans

Leia a matéria traduzida exclusivamente por nossa equipe:

Um mês antes de sua sessão de fotos para a Women’s Health, Vanessa Hudgens começou a jejuar intermitentemente. Mas o objetivo principal dela não era perder peso. Seu objetivo era simples: sentir-se mais saudável.

Sentada no sofá em sua pitoresca casa com estilo mediterrâneo em Los Angeles e segurando sua cachorrinha resgatada das ruas, Darla, Vanessa explica a inspiração. Depois de perceber como um amigo estava vibrante no padrão alimentar (que envolve andar de bicicleta entre os períodos de jejum e alimentação), ela ficou curiosa.

“Ele está literalmente se tornando Benjamin Button”, diz Vanessa, que completa 30 anos em Dezembro. “O garoto está envelhecendo para trás!” Então ela se arriscou e provou a si mesma que poderia continuar.

Claro, ela não tem medo de comer pizza e vinho aqui e ali. “Você precisa escolher o seu tempo”, diz ela. “É sobre ter prioridades”.

Depois de quase 15 anos no centro das atenções, a atriz-cantora-designer, que estrela com Jennifer Lopez na comédia romântica Uma Nova Chance, deu um mergulho profundo no bem-estar e na auto-aceitação. Considere sua filosofia corporal como um exemplo:

“Se eu chegar ao ponto em que não estou feliz com o meu corpo, farei algo sobre isso”, diz ela. “Você sempre terá o poder de fazer alguma coisa. Às vezes, vai demorar um pouco mais do que você gostaria, e às vezes pode ser um pouco mais extremo. Mas se você honestamente tem um objetivo, você pode fazer isso. Você só precisa descobrir o caminho certo para chegar lá.”

Alguns anos atrás, Vanessa estava em uma missão para mudar sua mentalidade. Ela passou anos se sentindo inadequada – e finalmente percebeu o porquê. “Como sou muito pequena, sempre senti que as mulheres que são mais altas são mais inteligentes e mais poderosas”, diz Vanessa, que tem 1,60m. “Eu me sentia inferior por causa do meu tamanho. Eu vejo como as mulheres que são altas entram em uma sala, e fico tão atraída pelo espaço que elas ocupam. Mas então comecei a perceber que você pode ocupar espaço sem altura – com suas conquistas, pontos de vista e opiniões. Agora que percebi que posso trabalhar com isso, estou tipo “Como me sinto mais confiante?”

Ela descobriu que vestir a peça é uma forma de aumentar sua coragem. A veja usando um terno por exemplo, e saiba que ela está se sentindo. Ela espera que a linha de roupas que ela desenhou recentemente – em parceria com a nova marca SUISTUDIO, da Suitsupply – inspire outras mulheres a se sentirem poderosas.

O exercício, claro, é outra ferramenta. Sua mais recente obsessão: SoulCycle. “Sair da sala, sabendo que sou mais forte do que quando cheguei, ajuda a aumentar minha confiança”, diz ela. “Malhar é como meditação em movimento. Eu sinto que você pode trabalhar melhor em coisas em que está estagnado. Você está empurrando e sobrevivendo, e você sabe que vai ter sucesso e passar por isso, não importa o quão desconfortável seja. Isso transborda para a vida, porque então você pode entrar nas coisas com mais certeza de que tudo acabará bem.”

Vanessa se realiza pelo menos seis treinos por semana, misturando ciclismo com Pilates, balé, aulas do Training Mate (desenvolvidas por um jogador de rúgbi australiano), yoga (que ela e seu namorado, o ator Austin Butler, fazem juntos), e caminhadas com amigas. “Ser auto-motivado consistentemente é quase um sonho”, diz ela. “Eu chamo amigos para me manter responsável.” Quando isso acontecer, é melhor eles estarem prontos para se levantar de madrugada, porque os exercícios matinais são os preferidos de Vanessa.

O que ela prefere fazer sozinha é cuidar de si mesma. “Eu me apaixonei por cuidar da minha pele”, diz ela, parando para tomar um gole da xícara de café e olhar para as portas da varanda aberto em seu quintal, enquanto Chet Baker Pandora toca suavemente ao fundo.

A foto de Audrey Hepburn em Bonequinha de Luxo emoldurada perto do piano parece se destacar mais agora, quando ela diz: “Parece uma forma de amor-próprio toda vez que eu ouço Billie Holiday, aplico minha máscara facial e meus cremes e uso minhas luzes.” (Ela está se referindo aos seus kits LightStim, que emitem múltiplos comprimentos de onda de luz para reduzir os sinais de envelhecimento e evitar fugas.) “Eu vejo isso como autocuidado”.

Hoje, com o cabelo puxado para trás por uma faixa de estampa de leopardo, Vanessa está livre de maquiagem e brilhante. Ela atribui sua pele não só à sua rotina de beleza, mas também à sua dieta pescetariana. Ela abandonou a carne há cerca de um ano, depois de assistir ao documentário Glass Walls, do Paul McCartney. “Eu costumava ser a menina que comia bacon no café da manhã todas as manhãs”, diz ela. Mas quando ela me deixa olhar dentro de sua geladeira, fica claro que sua nova prática está funcionando.

No interior, há um grande recipiente de rúcula, que ela diz que come “quase todos os dias”, latas de bebida energética Celsius Sparkling Watermelon, kombucha (“É cheio de probióticos, mas você adquire um buzz legal!”), leite de amêndoas, leite de aveia, ovos, abacate, ceviche, coquetel de camarão (“sobrado de uma festa”) e uvas. “Eu adoro encontrar coisas que são boas para a saúde e também são gostosas”, diz ela. Um smoothie antioxidante com açaí, mirtilos, banana e óleo de coco é outro item da dieta. “Eu tento obter bastante gorduras saudáveis, proteínas e alimentos que me dão energia.”

Com 30 anos batendo na porta, Vanessa diz que ouviu histórias sobre como o corpo dela pode mudar com a idade. Mas ela admite que começou a mudar quando tinha apenas 18 anos, não muito depois da ascensão de High School Musical, o sucesso da Disney que a colocou nos holofotes.

“Estávamos nos preparando para a segunda etapa de nossa turnê, e foram apenas dois ou três meses, mas o figurino não entrava na minha bunda”, lembra ela. “Então eu tive que tentar colocar pela minha cabeça, e mesmo assim não fechava todo o caminho, e eu fiquei tipo, ‘O que você quer dizer com eu não posso comer Cheetos, arroz e carne seca todos os dias?’ Então eu tive que começar a fazer mudanças muito cedo”.

A mudança geralmente vem com sacrifício. “Quando eu faço uma cena que exige que eu não tenha muitas roupas, eu definitivamente sou muito rigoroso comigo mesma e corto açúcar e carboidratos.”

Sacrifícios à parte, agora Vanessa está mais perto do que jamais esteve de alcançar seu nível ideal de força física e mental. “Aos 20 e poucos anos, eu ainda estava tentando encontrar minha voz”, diz ela. “Eu tinha medo do confronto. A maior coisa que estou tentando implementar na minha vida agora é valorizar minhas palavras e deixá-las serem conhecidas”.

Avançar também significa estabelecer um novo conjunto de objetivos pessoais. “Quero me casar, viajar e ter filhos – provavelmente no fim dos 30 anos”, diz ela. No momento em que muitos de seus colegas estão casando, Vanessa diz que ela e Austin estão felizes em esperar. “O relógio de todo mundo é diferente”, diz ela, reconhecendo que seu relacionamento de sete anos é impressionante em Hollywood.

“Ele me inspira mais do que ninguém”, diz ela explicando o por que deles funcionarem tão bem. “Nós nos respeitamos, confiamos e nos admiramos. É tão sólido agora porque me sinto forte como uma mulher independente. Eu sou muito auto-suficiente, mas é bom ter um melhor amigo para poder compartilhar as vitórias e as perdas.”

Maturidade e poder andam de mãos dadas para Vanessa, que parece estar em um estado perpétuo de auto-aperfeiçoamento. “É um processo de aprendizado constante”, diz ela sobre essa coisa adulta. “Mas eu sinto que deveria ser.”Nós – e o resto do mundo – mal podemos esperar para ver o que ela aprenderá a seguir.

Clique aqui para conferir a matéria original.

Além disso, Hudgens ainda participou de um desafio nos bastidores da sessão: provar várias comidas da dieta cetogênica. O resultado foi hilário, assista:

A edição de Dezembro da Women’s Health chega às bancas dos Estados Unidos no dia 20 de Novembro.

Comentários