07.05.2017
Postado por Lucas Teixeira

Recentemente Vanessa concedeu uma entrevista ao site da revista Marie Claire, para divulgar sua parceria com a marca EcoTools, no qual é embaixadora da campanha #MyTrueBeauty. No papo, Hudgens falou sobre diversos assuntos que incluem amor, gratidão, perdas, amizade, memórias e mais.

Confira abaixo a entrevista traduzida exclusivamente por nossa equipe:

A atriz, cantora e estrela do estilo em geral está nos holofotes desde o lançamento de “High School Musical”, em 2006.

Agora, com 28 anos, Vanessa conquistou ainda mais Hollywood, arrasando como Rizzo em “Grease: Live!”, tornando-se embaixadora da marca Ecotools e estrelando na comédia da DC Comics “Powerless”, onde ela trabalha em uma subsidiária da Wayne Enterprises, do Batman.

Nós conversamos com a estrela e a fizemos perguntas que aparentemente levam ao amor.

Podendo escolher qualquer pessoa no mundo, quem você gostaria de ter como um convidado para jantar?
Preciso escolher Meryl Streep. Meryl Streep é apenas tudo. Eu tive a oportunidade de conhecê-la, e ela é tudo o que eu queria que ela fosse e ainda mais, eu só tive cerca de cinco minutos com ela e um jantar inteiro com ela seria ideal.

Quando foi a última vez que cantou para si mesma?
Eu acho que foi uma das novas músicas do Kendrick Lamar de seu novo álbum DAMN, e a música é chamada Love. Eu estava no carro dirigindo para minha aula de SoulCycle com minha irmã e minha melhor amiga.

Quando foi a última vez que cantou para outra pessoa?
No Coachella! Eu realmente acho que foi Kendrick Lamar novamente e eu e minha irmã estávamos cantando e fazendo rap uma para a outra.

Nos conte um momento vergonhoso da sua vida…
Estou tentando pensar quando foi o último, acontece o tempo todo porque sou muito desajeitada. Quando eu estava fazendo compras provavelmente, eu faço muitas compras, mas não me lembro de um momento específico. É provavelmente tão recente que eu só estou tentando esquecer…

Pelo que você se sente mais grata?
Muitas coisas. Eu adoro ter o sentimento de gratidão, porque sinto que isso nos eleva na vida. Apenas permite que você aprecie tantas coisas como minha família, minha cachorrinha, ter uma casa para morar e viver na Califórnia. Eu amo a Califórnia; Eu nasci e cresci aqui por isso é um lugar muito especial para mim. Eu adoro ter tempo livre para que eu possa ir a lugares como Coachella e criar novas memórias e ser inspirada e também de me permitir descansar depois de trabalhar duro. Sou uma pessoa muito grata.

Qual o nome da sua cachorrinha?
O nome dela é Darla e ela está sentada do meu lado agora. A minha sogra a resgatou na varanda do meu vizinho porque ela estava lá fora por alguns dias passando muito calor, sem água e comida, e tão assustada do mundo. A mãe do meu namorado falecendo e agora nós cuidamos dela, ela é nossa anjinha. Ela é tão desligada, é uma terrier mutt com a melhor personalidade do mundo.

Você pode nos contar sua história de vida em 30 segundos?
Eu nasci na Califórnia, meu pai era bombeiro e minha mãe tinha vários tipos de emprego porque eu a ligava toda hora da casa da minha babá e ela foi demitida e se tornou mãe em tempo integral. A partir dos três anos de idade, me apaixonei por me apresentar, e então meus pais me colocaram em aulas de atuação e uma coisa foi levando à outra e desde então eu tenho tido a oportunidade de viver meus sonhos, me sentindo realizada e acima de tudo feliz.

Se você acordasse amanhã e tivesse ganho qualquer qualidade ou habilidade, o que gostaria que fosse?
Ai meu Deus, eu acho que falar italiano. Eu não falo nenhum outro idioma e italiano é o meu favorito. Eu adoro a cultura na Itália, as pessoas, a comida e o país. Eu amo a língua italiana, então se eu pudesse falar, seria incrível. Positano é como a Disneylândia para adultos. É o lugar mais mágico de todos.

Se uma bola de cristal pudesse te dizer a verdade sobre si mesma, sua vida, o futuro ou qualquer outra coisa, o que você gostaria de saber?
Eu não sei, eu sinto que eu não gostaria de saber algo muito específico e acho que você estaria constantemente se comparando a algo que ainda não aconteceu e, portanto, se tirando do presente. Eu nem sei se eu quero saber de nada, estou super feliz onde estou na minha carreira, vida e sabedoria e pessoalmente eu acho que só tenho que continuar a sentir e dar o meu melhor e espero que seja o suficiente e se não for, então eu vou me recompor e seguir em frente. Se eu pudesse saber alguma coisa, seria como podemos acabar com a fome, especialmente para as crianças. Acho que é uma das coisas que mais me mata. Eu odeio ficar com fome, porque fico muito irritada e eu sou uma mulher adulta, e pensar que há crianças ao redor do mundo que não têm que a acessibilidade para comprar uma comida é tão devastador. Tem tanto disso ao redor do mundo que me assusta.

O que você tem sonhado em fazer há muito tempo e por que ainda não fez?
Eu preciso aprender a tocar piano. Hoje em dia eu até toco de maneira desajeitada, mas investir plenamente em algo é uma história diferente do que apenas tentar.

O que você mais valoriza em uma amizade?
Obviamente honestidade, não ser julgador, diversões e alguém que tope sempre ser bobo comigo.

Quando você chorou pela última vez na frente de outra pessoa?
Foi no Coachella. Eu estava assistindo Bon Iver e foi tão bonito e mágico e isso realmente me emocionou. Olhei para minha irmã com minhas mãos no coração e eu estava chorando.

Quando foi a última vez que você chorou sozinha?
Eu estava assistindo a um filme e me acabei de chorar sozinha. Eu achei tão bonito. Mark Rylance é honestamente um dos seres humanos mais majestosos.

Qual é a sua memória mais preciosa?
Provavelmente o último dia do meu primeiro show na Broadway. Quando eu desci a grande escadaria tive um momento muito surreal onde fiquei tipo “eu estou aqui, eu fiz isso, eu trabalhei duro e eu aproveitei cada segundo disso”.

Qual é a sua memória mais horrível?
Provavelmente minha mãe me ligando para dizer que meu pai tinha falecido.

Qual foi a primeira vez que você usou maquiagem?
Eu adoro fazer maquiagem nos olhos, e tenho feito isso em mim desde que tinha oito anos, porque as cores são tão divertidas para brincar. Eu sou o tipo de mulher que precisa de uns 10 milhões de pincéis e eu amo a coleção nova da EcoTools porque eles são feitos de bambu e alumínio reciclado, e não são testados em animais.

Se sua casa pegasse fogo, mas todos estão seguros (sua família, seus animais de estimação) o que você salvaria?
Eu não tenho um álbum de fotos em casa, mas se tivesse, iria pegá-lo. Na verdade, isso pode soar um pouco superficial, mas eu tenho este vestido da Dior dos anos 70 e é tão bonito, é literalmente como uma obra de arte.

Tradução e adaptação exclusivas do Vanessa Hudgens Brasil. Se copiar, não esqueça os créditos!

Clique aqui para conferir a entrevista original.

Hudgens também concedeu uma entrevista à People, onde deu várias dicas de beleza, falou sobre seu momento no tapete vermelho favorito e mais. Confira abaixo:

Categorias: Notícias
Pesquisar

Assista Vanessa Hudgens
Vanessa Hudgens Brasil Todos os direitos reservados