20.05.2016
Postado por VHBR

Vanessa concedeu uma entrevista ao site da revista Marie Claire, para falar sobre sua mais nova parceria com o jogo mobile Covet Fashion. Ela ainda falou sobre o festival Coachella; seu amor, gostos e inspirações na moda; redes sociais; proximidade com seus fãs e mais.

Confira abaixo a entrevista completa traduzida e adaptada exclusivamente por nossa equipe:

VANESSA HUDGENS TEM UM PEQUENO PROBLEMA COM CALÇAS DE CÓS BAIXO

O Coachella não é nada sem sua rainha, e ninguém usa uma coroa de flores como Vanessa Hudgens. A atriz é conhecida pelo seu estilo fashion no festival, então não é nenhuma surpresa que ela tenha se juntado com o Covet para um jogo de vestir. A melhor coisa do aplicativo é que ele permite que os usuários pensem fora do comum, e  Vanessa é a mais nova modelo. Com uma constante mudança na aparência e um estilo que é independente das tendências do momento, Vanessa é um lembrete persistente de que a moda é algo divertido.

A Marie Claire falou com a atriz sobre seu estilo fashion em festivais, suas opiniões sobre acessórios tendências em 2016 (leia-se: chokers), e como ela equilibra sua presença na mídia social, continuando conectada com os fãs.

MarieClaire: Você é a rainha não-oficial do Coachella, por isso é bastante previsível que os “festivais de música de verão” são um dos seus maiores desafios na hora de se vestir. Como você quer que os fãs te vistam?
Vanessa Hudgens: Eu espero que eles se divirtam e não tenham medo de misturar acessórios. Isso é uma coisa divertida sobre festivais – você nunca vai estar usando acessórios demais. Eu estou mais animada com o visual do festival, porque eu amo eles demais. Eles são meu porto seguro. É a única vez que é socialmente aceitável se vestir como uma doida.

MC: Você pretende usar as roupas na vida real?
VH: Sim, com certeza. Ainda estamos no verão então tem muitos festivais ainda pela frente.

MC: Taylor Swift disse que as chokers foram as coroas de flores do Coachella de 2016. O que você acha?
VH: Isso é muito engraçado, eu amei isso. Quer dizer, todo mundo usava uma gargantilha, bandana ou lenço em volta do pescoço. E designers de joias maravilhosos estão fazendo chokers fabulosas, por isso não é só aquela choker que todos nós conhecemos dos anos 90. Temos lindas gargantilhas de couro trançado que têm pedras preciosas e ouro rosê. Eles se tornaram muito sofisticadas, de modo que não parece um retrocesso. Elas voltaram de uma forma própria.

MC: Que outras tendências dos anos 90 você está se inspirando?
VH: Os anos 90 é uma das minhas épocas favoritas para a moda, depois dos anos 70, é claro. Olhe para Kate Moss, ela é uma representação tão surpreendente de que o pico dos anos 90 foi um vestido brilhante furtivo e uma gargantilha. A moda era divertida nos anos 90, e é por isso que eu amo festivais de música. Eles têm essa essência lúdica.

MC: Você mencionou lenços no Coachella, o que é engraçado, porque os lenços são uma parte emblemática do estilo de Rizzo em Grease. Você tira alguma inspiração fashion da personagem?
VH: Minhas roupas eram tão fenomenais, elas realmente me ajudaram a entrar no personagem. Eu colocava o meu figurino e me sentia como a Rizzo. Mas é necessário ter muito tempo, por isso eu realmente não coloquei mais do estilo dela na minha vida pessoal tanto quanto eu esperava, já que eu sou uma garota que prefere gastar pouco tempo se arrumando. Mas eu tenho meu lenço guardado na minha gaveta esperando para ser usado. E minha jaqueta das Pink Ladies.

MC: Há alguma coisa no mundo fashion que você tenha medo de experimentar?
VH: Eu sou bem exploradora. Eu estou pronta para experimentar qualquer coisa.

MC: Mesmo os jeans muito baixos, como os que a Britney Spears usava nos anos 90 e início dos anos 00s?
VH: Eles devem ser deixados nos anos 90. Deixa esse pra lá. Eu usava aquilo também, eu tinha calças que eram tão baixas que toda vez que eu abaixava, minha bunda aparecia. Não é um look bonito para ninguém. Isso precisa ficar no passado.

MC: Você ficou famosa um pouco antes do Twitter bombar, então você estava na primeira leva de celebridades no mundo social. Como a sua abordagem com a mídia social mudou? Você se censura mais?
VH: Meu Deus. Eu lembro quando o Twitter surgiu pela primeira vez. Eu era muito contra o uso dele, eu não queria nada a ver com aquilo. Eu queria manter minha vida para mim mesmo. Eu não queria colocar coisas no mundo que fossem inúteis e sem sentido. Instagram foi o primeiro que eu entrei, e eu percebi que era mais sobre checar os seus amigos e ver o que eles estavam fazendo. É estranho como ele acabou se tornando algo tão importante na nossa vida quotidiana. Estamos todos conectados pelo nosso telefone por causa da mídia social, e é ótimo poder ficar conectado, mas, ao mesmo tempo, eu gosto de ficar um pouco off e tentar não mexer no meu telefone. Portanto, é difícil encontrar esse equilíbrio.

MC: Como você lida com a enorme pressão para manter a normalidade como uma celebridade, e ao mesmo tempo ficar conectada com os fãs?
VH: Eu tento ser uma pessoa pé no chão mantendo um pequeno grupo à minha volta; pessoas que eu amo e confio. Tento explorar e ficar ao ar livre, e eu sou uma pessoa muito grata pela vida e isso me mantém uma pessoa pé no chão. Por mais que eu ame as mídias sociais, eu tento recuar um pouco quando curtindo a vida. Mas eu amo me conectar com os meus fãs tanto, e eu estou super animada com a oportunidade de poder criar algo com eles. Eu acho que o Covet vai nos dar uma maneira realmente impressionante de se conectar que não existia antes. Eu amo moda, e eu acho que os meus fãs gostam de mim pela forma que eu me visto, por isso vai ser um pouco de colaboração e diversão.

MC: Às vezes parece que a internet mal pode esperar o deslize de uma estrela da Disney. Você se sente como se estivesse sob um microscópio maior por causa de suas raízes da Disney?
VH: Eu acho que não importa quem você é, se há um holofote sobre você, as pessoas vão procurar um motivo para te deixar pra baixo. Não por causa de você, mas por causa de seus próprios conflitos e batalhas. Colocar alguém para baixo dá-lhes poder. Essa é apenas a forma como a sociedade é, e não importa se você é uma celebridade ou a garota popular na escola. Se você é alguém que as pessoas se inspiram, eles vão sempre encontrar uma maneira de trazer você para baixo quando eles precisarem de um reforço na autoestima. Eu vivo uma vida que me orgulho, e quando alguém não concorda com isso, eu não estou nem aí. Estou feliz comigo mesmo, e no final do dia, você é o único que vive a sua vida. Se você está feliz, isso é tudo que importa.

Tradução e adaptação: Vanessa Hudgens Brasil. Não esqueça os créditos!

Clique aqui para conferir a matéria original.

Categorias: Notícias
Pesquisar

Assista Vanessa Hudgens
Vanessa Hudgens Brasil Todos os direitos reservados