05.02.2017
Postado por VHBR

Vanessa concedeu uma entrevista ao site da revista Entertainment Weekly, onde falou sobre seu novo projeto, a série de comédia “Powerless”, que estreou no dia 2 de Fevereiro no canal norte-americano NBC.

Confira abaixo a mesma traduzida exclusivamente por nossa equipe:

Após ser aclamada como a bad girl Rizzo em Grease: Live! no ano passado, Hudgens está retornando à suas raízes de High School Musical como a otimista e novata Emily Locke, a nova diretora de Pesquisa e Desenvolvimento da Wayne Security, uma subsidiária da Wayne Enterprises que se especializa em produtos que fazem cidadãos indefesos se sentirem seguros em um mundo cheio de super heróis.

Cheia de esperanças por um futuro melhor, Emily deve liderar uma equipe (Danny Pudi de Community, entre eles) que, bem, não tem nenhuma esperança, e um chefe (Alan Tudyk) que coloca os garotos Trump no chinelo quando se trata de nepotismo – Ele é o primo de Bruce Wayne! Bem como Emily, Hudgens lida com o novo desafio de entrar no mundo da comédia com muito auto domínio. Abaixo, ela conta um pouco mais de Powerless:

O que atraiu você para Powerless?
Eu amo comédias de escritório. The Office e Parks & Recreation são meus shows favoritos de todos os tempos. Ambos são da NBC, então quando eu ouvi que eles estavam fazendo outro, eu fiquei tipo, “Eu tenho que entrar nisso!” Além disso, o aspecto adicional de ser a primeira comédia da DC Comics é algo realmente original e divertido. Eu não fiz muita comédia, então eu sabia que isso iria me ajudar a crescer, sendo um desafio novo e divertido.

Há algum comediante que você se inspira?
Amy Poehler, com certeza, porque seu personagem em Parks & Recreation era extremamente radiante, positiva, e queria inspirar a todos ao seu redor. Acho que Emily Locke tem isso em seu perfil.

Fale sobre a dinâmica de Emily com sua nova equipe.
Eles realmente não sabem o que fazer com ela, estão desacostumados com esse tipo de otimismo há muito tempo. Emily é de fora da cidade, então onde ela cresceu os super-heróis passavam apenas voando, eles nunca pararam por lá. Ela está muito animada e admirada por toda a situação que eles estão muito acostumados e irritados com. Então é realmente ela tentando encontrar seu lugar e ganhar a confiança de todos. É tão engraçado porque ela é uma personagem adoravelmente simpática, mas eles simplesmente não querem deixá-la entrar.

Emily entra na Wayne Security com muita esperança, mas imediatamente recebe um empurrão para trás de sua nova equipe. Quanto tempo ela pode permanecer tão positiva?
Demora muito para que ela desmorone, mas ela é humana.

No piloto original, sua personagem tinha um pouco mais de atitude. O que você acha de interpretar uma versão menos atrevida dela no show?
Eu amo isso. Eu sinto que dá a Emily um lugar para crescer. Uma outra grande coisa com a comédia é o contraste; Mudá-la para que  ela tenha um lugar para ir é realmente entusiasmante. Tivemos alguns momentos em que ela se mostra um pouco mais atrevida, então foi muito divertido brincar com isso.

Qual é a sua parte favorita de fazer parte deste mundo?
As coisas que eles criam são tão inteligentes, e não tinham sido muito exploradas. Como no episódio que estamos filmando agora, minha personagem está namorando um capanga e ela não sabe disso. Isso é apenas uma casualidade de viver em um mundo cheio de super-heróis e vilões. É realmente engraçado e divertido ser capaz de explorar coisas mundanas em um mundo novo, mas que ainda é extremamente relacionável.

Como Emily começando a trabalhar na Wayne Security muda o show?
Nós somos capazes de ajudar mais pessoas, inventando e criando novas coisas, o que eu acho que é muito divertido. Ver os nossos personagens testando e inventando novos produtos e que em seguida se materializam é uma maneira realmente divertida de mergulhar no mundo de Bruce Wayne, enquanto antes, foi ótimo, mas era tipo, “Aprove esta alegação de seguro ou não aprove”, por isso fica aberto a diversas oportunidades dentro da comédia.

O que parece avançar na sua dinâmica com Van Wayne, o chefe da Wayne Security e o primo de Bruce?
É muito dele pensando que deveria receber o crédito pelas coisas que eu faço. Ele não quer colocar muito trabalho duro, e isso é tudo o que Emily quer fazer, então há muita discussão entre os dois, mas sempre de uma maneira realmente cômica.

Quanto você realmente sabe sobre quadrinhos?
Eu meio que só conheço os personagens grandes. É engraçado, através disso eu sinto que aprendi um monte de novos personagens do Universo DC. Há apenas tantos. A lista continua e continua.

Então quando alguém como a Raposa Escarlate apareceu no piloto, você a reconheceu?
Não, eu não tenho ideia de quem ela era  [Risos] Eu era muito menininha na infância. A extensão do meu conhecimento de quadrinhos foi a Mulher Gato de Michelle Pfeiffer, porque eu amo Tim Burton. Eu estou aprendendo muitas coisas ao longo das filmagens.

Você já começou a ler alguns quadrinhos?
Não, eu tenho o suficiente para ler quando se trata de trabalho.

De sua perspectiva como uma não-fã de quadrinhos, você acha que o público será capaz de acompanhar o Powerless?
Sim, claro, porque não se trata de super heróis; É sobre pessoas normais em suas vidas cotidianas, que todos nós vivemos e podemos nos relacionar.

Tem alguma estrela do mundo geek que você gostaria de ver participando do show?
Eu não tenho muito conhecimento nesse mundo. Sinto que gostaria de ouvir as opiniões dos fãs e, em seguida, enviar isso para os escritores para que eles possam obter o que querem. Eu estou apenas me divertindo e indo no sentido da correnteza.

Quão opressiva era a Comic-Con então?
Eu tinha ido antes com Zack Snyder, que eu adoro, para um filme que eu fiz chamado Sucker Punch. Foi uma honra ir com ele, porque eu era obcecada pelo filme 300. É um mundo realmente incrível. Eu amo estar em um ambiente onde um bando de pessoas que pensam igual e têm as mesmas paixões se reúnem e podem ser completamente geeks sobre coisas que eles amam. É apenas um ambiente muito divertido de estar. Eu estava realmente animada por toda a energia e amor que todos tinham juntos em uma única sala.

Por Powerless ser uma comédia, que mensagem você acha que o show passa nesses novos tempos?
O tema principal é que você não precisa ser um super herói para ser uma pessoa poderosa e mudar o mundo. Muitas vezes nos intimidamos com as grandes ideias que gostaríamos de ter, então mostramos que se você fizer qualquer coisa com disposição e garra, se der o primeiro passo, poderá fazer uma mudança. Esperemos que isso inspire as pessoas a seguir seus sonhos e suas paixões.

Tradução e adaptação exclusivas do Vanessa Hudgens Brasil. Se copiar, não esqueça os créditos!

Clique aqui para conferir a matéria original completa.

Confira também três recentes entrevistas que Hudgens concedeu nos bastidores das gravações de “Powerless”:

Assista aqui ao primeiro episódio de “Powerless” legendado. No Brasil, a série será exibida pelo canal por assinatura Warner Channel, a partir do dia 12 de março às 22h50.

Fiquem ligados no Vanessa Hudgens Brasil para todas as novidades de “Powerless”!
Facebook | Twitter | Instagram

Categorias: Notícias
Pesquisar

Assista Vanessa Hudgens
Vanessa Hudgens Brasil Todos os direitos reservados